CIRURGIA BARIÁTRICA

Indicações para o Tratamento

  • A indicação cirúrgica deve ser decidida sob a análise de três critérios: IMC, idade e tempo da doença.

  • Em relação ao índice de massa corpórea (IMC): 

Pacientes com índice de massa corpórea (IMC) acima de 40 kg/m².

Pacientes com IMC maior que 35 kg/m² e portadores de comorbidades (doenças agravadas pela obesidade e que melhoram quando a mesma é tratada de forma eficaz) que até ameacem a vida como: diabetes tipo 2, apnéia do sono, hipertensão arterial, dislipidemia, doenças cardiovasculares incluindo doença arterial coronariana, infarto do miocárdio (IM), angina, insuficiência cardíaca congestiva (ICC), acidente vascular cerebral (AVC), hipertensão e fibrilação atrial, cardiomiopatia dilatada, cor pulmonale e síndrome de hipoventilação, asma grave não controlada, osteoartroses, hérnias discais, refluxo gastroesofageano com indicação cirúrgica, colecistopatia calculosa, pancreatites agudas de repetição, esteatose hepática, incontinência urinária de esforço na mulher, infertilidade masculina e feminina, disfunção erétil, síndrome de ovários policísticos (SOP), veias varicosas e doença hemorroidária, hipertensão intracraniana idiopática (pseudotumor cerebri), estigmatização social e depressão.

 

IMC maior que 30 kg/m² em portador de diabetes mellitus tipo 2 descompensado em uso de medicamentos.

 

  • Em relação à idade:

Abaixo de 16 anos: Não existem evidências na literatura que respaldem a realização de cirurgia bariátrica, sendo a mesma considerada experimental nesta faixa etária, só podendo ser realizada sob as normas do sistema CEP/Conep (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa).

Entre 16 e 18 anos: Adolescentes poderão ser operados, respeitadas as condições acima, além das exigências legais, de ter a concordância dos pais ou responsáveis legais, a presença de pediatra na equipe multiprofissional, a consolidação das cartilagens das epífises de crescimento dos punhos e outras precauções especiais, com o risco-benefício devendo ser muito bem analisado.

Entre 18 e 65 anos: sem restrições quanto à idade.

Acima de 65 anos: avaliação individual por equipe multidisciplinar, avaliação criteriosa do risco-benefício, risco cirúrgico, presença de comorbidades, expectativa de vida e benefícios do emagrecimento.

 

  • Em relação ao tempo da doença

        Obesidade estabelecida conforme os critérios acima, com tratamento clínico prévio insatisfatório de, pelo menos,            dois anos.

RESOLUÇÃO Conselho Federal de Medicina Nº 2.131/2015

Rua Presidente Coutinho, 579/sl 201 B

Centro - Florianópolis/SC
CEP: 88015-231
(48) 3324-0200 / 3223-6069 / 3223-4051
(48) 99615-7020 WhatsApp
  • Facebook
  • Twitter

© 2016 by RDLiz. Proudly created with Wix.com